Justiça autoriza transferência de Lula para Tremembé

Justiça autoriza transferência de Lula para Tremembé

A juíza, Carolina Lebbos, autorizou a transferência do ex-presidente Lula, para a penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo.

Segundo informações do G1, a data da transferência não foi definida.

Leia também Testemunho de cura do câncer da esposa de Marcos Mion através da fé em Nossa Senhora

O juiz, Paulo Eduardo de Almeida Sorci, da Justiça estadual de São Paulo, determinou que o ex-presidente termine de cumprir no presídio de Tremembé, o resto da sua pena, que é de 8 anos e 10 meses por condenação na Lava Jato, no caso do triplex em Guarujá (SP).

A Superintendência Regional da Polícia Federal no Paraná, solicitou a transferência de Lula, alegando que onde ele está detido desde abril de 2018, além de gastos os recursos são limitados para presos de muito tempo de duração.

Ainda de acordo com o G1, a PF alegou que, por causa da prisão, os órgãos de segurança têm de atuar de forma permanente para evitar confrontos entre “grupos antagônicos” e que toda a região teve a rotina alterada.

A PF, disse que a transferência minimizaria as demandas apresentadas diariamente à corporação e demais instituições envolvidas, reduzindo gastos e o uso de recursos humanos, além de devolver à região a tranquilidade e livre circulação para moradores e cidadãos.

Local que Lula estava preso em Curitiba

A sala onde o ex-presidente se encontra hoje na Superintendência da PF é um dormitório de 3 por 5 metros que abrigava profissionais da corporação de outras regiões que estavam de passagem pela regional de Curitiba.

Informações via G1